Últimas

Paraquedistas morrem após queda de avião

 


Duas pessoas morreram e pelo menos sete foram socorridas em estado grave depois que uma aeronave usada para saltos de paraquedistas fez um pouso de emergência no início da tarde desta quarta-feira (11) na zona rural de Boituva, no interior de São Paulo.

De acordo com a Associação de Paraquedistas de Boituva, no momento do pouso, 16 pessoas estavam a bordo da aeronave, sendo que 12 foram socorridas a hospitais da região e duas delas morreram. Quatro pessoas não precisaram de atendimento médico.

A associação informou que a aeronave decolou com atletas do Centro Nacional de Paraquedismo (CNP), mas teve uma pane elétrica e o piloto precisou fazer um pouso forçado.

O CNP é um espaço com 99 mil metros quadrados que promove aproximadamente 20 mil saltos por mês. O presidente do centro lamentou o acidente.

De acordo com a Prefeitura de Boituva, é o local onde mais se salta de paraquedas no mundo, entre saltos turísticos e profissionais, com cerca de 120 decolagens diárias.

Nenhum comentário