Últimas

“A gente só consegue ter algo melhor com estudo”, diz candidata ao realizar exame supletivo gratuito do Governo do Estado

Mais de 10 mil vagas foram disponibilizadas aos candidatos que buscam concluir o Ensino Fundamental ou Médio por meio do Exame Supletivo



Após 15 anos, a manicure Vanessa Trajano, de 32 anos, voltou à sala de aula, desta vez, para realizar os exames do Provão Eletrônico, iniciativa do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, que visa oferecer aos jovens e adultos a regularização escolar e a certificação de conclusão. 


Nesta quarta-feira (1º/06), a manicure, que não chegou a concluir o Ensino Fundamental, realizou a primeira parte do exame. Ela é uma dos mais de 4 mil candidatos que serão atendidos na Escola Estadual (EE) Padre José Luis Ruas, um dos quatro polos disponibilizados para a aplicação das provas. 


Ela incentiva outros candidatos a abraçarem essa chance. “Corram atrás de seus objetivos, porque hoje em dia a gente só consegue ter algo melhor com estudo. Hoje, eu estou em busca de coisas melhores, estou aproveitando essa oportunidade”, destaca Vanessa. 


O autônomo, William Alcântara, de 23 anos, que há seis deixou a sala de aula para trabalhar, conta como esta iniciativa pode mudar o seu futuro. “Eu deixei de estudar para trabalhar e sustentar a minha mãe, hoje estou em busca de novas oportunidades e pretendo ainda cursar uma faculdade de Administração, para conseguir dar um futuro melhor para a minha família”, pontuou William.


A secretária de estado de Educação e Desporto, Kuka Chaves, destaca que o exame beneficia muitas pessoas. “O Provão Eletrônico é uma porta aberta pelo Governo do Amazonas àqueles que não puderam, por algum motivo, concluir o ensino em idade escolar. É um estímulo para quem busca melhores oportunidades no mercado de trabalho”, frisa. 



Aplicação 

 

De acordo com o coordenador do Sistema Eletrônico de Avaliação, Luciano Melo, as provas serão aplicadas até o dia 31 de agosto, nas escolas estaduais Solon de Lucena, Eliana S. Pacheco Braga,  Padre Luís Ruas, e o Instituto de Educação do Amazonas (IEA). 


“Disponibilizamos à nossa população, quatro polos de aplicação de provas. Vale ressaltar que todas as vagas foram preenchidas e a nossa intenção é aplicar o maior número de provas possíveis, e por isso faço um apelo para quem conseguiu a sua oportunidade, não desista, é o seu futuro que está em jogo”, disse. 


Prova

 

À prova on-line, o candidato deverá comparecer ao local designado com antecedência de 30 minutos do horário fixado para seu início, portando os documentos de identificação necessários: comprovante de agendamento, RG, carteira de identidade, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação e CPF, originais.


Os exames são compostos por 20 questões objetivas, sendo necessário que o aluno acerte 60% desse total, ou seja, 12 questões. O candidato tem 50 minutos para responder a prova de cada disciplina. Ao final de todas as provas agendadas e realizadas, o candidato poderá ver o resultado de desempenho e em quais disciplinas foi aprovado.

 

Fotos: Eduardo Cavalcante / Seduc 

  

Nenhum comentário