Últimas

PF investiga causa e possível mandante das execuções de Bruno e Dom


Após encontrar os restos mortais nos locais onde buscavam o jornalista Dom Phillips e o indigenista Bruno Pereira, no Vale do Javari, no Amazonas, a Polícia Federal se concentra agora em descobrir a dinâmica do crime. Embora os investigadores já tenham indícios de que  a ação pode envolver pesca e caça ilegal, não se descarta a possibilidade de existir um mandante.


Dois pescadores confessaram ter matado os dois. As diligências, que até agora se concentravam nas buscas, passam a focar a autoria e a motivação do crime. Os exames periciais nos restos mortais devem ser realizados em até sete dias, e os laudos deverão ser apresentados na próximas semana.


Em seus depoimentos, os pescadores Osoney da Costa e Amarildo dos Santos confessaram que atuaram nas mortes e na ocultação dos cadáveres. Alegam que Dom e Bruno chegaram em um momento em que eles pescavam em local irregular.



No entanto, as afirmações não convenceram os investigadores, que procuram outros elementos de prova e avaliam o eventual envolvimento do narcotráfico. A região fica perto da divisa com o Peru e tem forte atuação de organizações criminosas especializadas no tráfico de drogas.

Nenhum comentário