Últimas

Entenda o que é aneurisma cerebral, diagnóstico recebido pela atriz Emilia Clarke

Mundo – A atriz Emilia Clarke falou durante uma entrevista na BBC britânica, no domingo (17), como “perdeu” parte de seu cérebro depois de ter sofrido dois aneurismas, um em 2011 e outro em 2013, enquanto gravava a série “Game of Thrones”.

Segundo o médico Feres Chaddad, professor e chefe de Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e da Beneficência Portuguesa (BP) de São Paulo, ouvido pelo G1, um aneurisma é uma dilatação das artérias do nosso corpo. Na maioria das vezes, ela parece uma bexiga (ou balão) de festa de aniversário. O aneurisma pode ocorrer em qualquer parte do corpo, inclusive no cérebro, como foi o caso da atriz britânica.

De acordo com ele, como a parede dessa dilatação é mais frágil, ela pode romper, causando uma hemorragia ao redor do cérebro que pode levar à morte imediata em 50% dos pacientes. “Muitos desses pacientes podem falecer na hora – porque o cérebro incha, aumenta de tamanho. Como o crânio é osso, é uma caixa fechada, o cérebro começa a se movimentar e o indivíduo morre”.

Por outro lado, o paciente pode ter uma lesão cerebral e, mesmo assim, não apresentar sequelas – como Emilia Clarke relata ter sido o caso dela. “Se você lesar outras estruturas, apesar de o cérebro ter uma lesão, não se manifesta clinicamente, porque são áreas silenciosas”, disse o médico.

No caso de Emilia Clarke, por exemplo, ela relatou à revista “The New Yorker”, em 2019, que sentiu uma dor de cabeça muito forte enquanto se exercitava na academia, com um treinador.

Em seguida, a atriz relatou que vomitou, no banheiro, e foi levada ao hospital, onde descobriu que tinha sofrido uma hemorragia subaracnoide – o tipo de sangramento que ocorre quando um aneurisma cerebral se rompe.

Ela também contou à revista que, anos antes do ocorrido, se considerava saudável, mas, às vezes, sentia tonturas por causa da pressão baixa e baixa frequência cardíaca. Os aneurismas da atriz ocorreram em 2011 e em 2013.

Com informações do G1

Nenhum comentário