Últimas

Mulher perde parte do nariz após passar por procedimento estético com dentista

Elielma Carvalho Braga, 37, perdeu parte do nariz após passar por um procedimento estético para afinar o membro. A mulher acusa o dentista que fez o procedimento em 2020, de mutilá-la e de realizar a cirurgia sem autorização dos órgãos competentes.

O caso ocorreu na cidade de Aparecida de Goiânia, em Goiás, e foi parar na Justiça. Elielma disse que chegou ao profissional, identificado como Igor Leonardo, após pesquisar sobre alectomia na internet.

Na época, ela fechou um pacote de procedimentos com ele, mas poucos depois da cirurgia no nariz, percebeu que algo estava errado. Em entrevista ao G1, ela disse que o nariz começou a queimar e doer e voltou a clínica de Igor após receber orientações dele por telefone.

O tecido do nariz começou a encher de bolha e a necrosar e como o profissional viu que a situação era grave, a levou um hospital. Desde então, a mulher tem passado por uma série de cirurgias, perdeu parte do nariz e já se submeteu a vários procedimentos de reconstrução.

“É tanta agulhada que eu tenho até trauma. Em uma cirurgia [de reparação], tinha que dilatar meu nariz. Não pegou anestesia e eu gritava de dor”, disse a paciente.

Igor alega que a mulher teve um quadro de Síndrome de Nicolau, que é quando a paciente desenvolve uma necrose residual por conta de medicamentos. Ele alega que não se trata de um erro médico, mas sim de uma complicação rara que não se pode prever.

“Me sensibilizei bastante com o problema dela. Custeei os medicamentos e tratamentos posteriores com outros colegas. Nunca a deixei desamparada em termos financeiros e acompanhei de perto seu tratamento posterior ao ocorrido. Infelizmente, nós, profissionais da área, estamos sujeitos a intercorrências que não são da nossa vontade”, diz Igor.

Além dos danos na aparência, Elielma ficou com a respiração comprometida e precisa usar um alargador, cao contrário, a narina fecha e ela se sufoca. A mulher que afirma ter procurado o procedimento para aumentar a autoestima, agora sofre com a mutilação, só sai de casa usando máscara e desistiu de trabalhar na área que estética, em que se formou, por medo de mutilar alguém.

Ela está processando o dentista e pede R$ 42 mil por danos morais, materiais e estéticos e o processo tramita na Justiça. 

Fonte: G1

Nenhum comentário