Últimas

Filho de suspeito de matar Bruno e Dom é preso em operação da PF contra pesca ilegal no Vale do Javari, no AM

Amarílio de Freitas Oliveira, conhecido como "Dedei", é filho de Amarildo da Costa Oliveira, o "Pelado".




A Polícia Federal cumpriu sete mandados de prisão em uma operação contra pesca ilegal em áreas indígenas do Vale do Javari, no Amazonas, neste sábado (6). A região é onde o indigenista Bruno Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips foram mortos. Um filho de Amarildo da Costa Oliveira, o "Pelado", suspeito de participação nos assassinatos, foi preso.


Os mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Justiça Federal. De acordo com a PF, a operação busca prender integrantes de uma quadrilha que atua na pesca ilegal em terras indígenas.


O chefe da quadrilha seria o homem identificado como "Colômbia", que está preso pelo crime. Ele também é investigado por suspeita de participação nos assassinatos de Bruno e Dom.

Outro integrante da quadrilha é Amarildo, que também está preso pelos assassinatos do indigenista e do jornalista.


Dos mandados de prisão, dois são contra "Colômbia" e Amarildo, que passam a responder pelo crime de pesca ilegal. Os outros cinco mandados são para os demais suspeitos - três deles são familiares de Amarildo, que confessou participação nos assassinatos de Bruno e Dom.


Na madrugada deste sábado, Amarílio de Freitas Oliveira, conhecido como "Dedei", foi preso em uma danceteria em Atalaia do Norte, cidade do Amazonas que detém parte do território do Vale do Javari.


"Dedei" é filho de Amarildo.

A operação da PF ocorre em Atalaia do Norte, em comunidades ribeirinhas próximas, e nas cidades de Benjamim Constant, outro município próximo.


A Polícia Federal abriu esta investigação de pesca ilegal em paralelo com a apuração dos assassinatos de Bruno e Dom. Segundo a PF, Bruno era alvo da quadrilha e foi morto porque combatia a pesca ilegal no Vale do Javari. Dom morreu porque estava junto com ele.





*Com informações G1 AM

Nenhum comentário