Últimas

Caseiro confessa que matou industriário com pedrada na cabeça em chácara evangélica no bairro de Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus

A agressão física que provocou a morte do industriário Arlen Vitor Muniz de Oliveira, 27, já foi esclarecida pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).


O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira, 04, na chácara Apoteose Eventos, localizada na Rua Mata-Mata, bairro de Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus.


O caseiro foi identificado como Aldemar Júnior da Silva, 38 e confessou a autoria do crime em seu depoimento ao delegado titular Charles Araújo que está à frente do inquérito policial.




O industriário tinha participado de uma partida de futebol promovida pela igreja evangélica qual ele era ligado no bairro de Santa Etelvina.


Depois que o jogo acabou todos os participantes foram embora, mas Arlen Vitor percebeu que havia esquecido as chaves de casa no vestuário e voltou sozinho à chácara.

O industriário encontrou o portão fechado, pulou o muro e nesse momento foi confundido com um criminoso pelo caseiro que se armou com uma pedra e atingiu a cabeça de Arlen Vitor.

O golpe provocou a morte do industriário nas dependências da chácara e o corpo foi removido por volta das 3h30 pela equipe plantonista do Instituto Médico Legal (IML).

O caseiro da chácara Apoteose Eventos foi indiciado pelo delegado titular Charles Araújo e vai responder processo criminal à Justiça do Amazonas por homicídio culposo.

Nenhum comentário