Últimas

Caso Silvanilde: vigilante é preso suspeito de ser autor da morte de servidora em Manaus

 

Manaus- Na manhã desta terça-feira (31), a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DHES), deu mais uma passo nas investigações do caso Silvanilde Veiga. O vigilante do condomínio foi preso como principal suspeito da morte da servidora Federal do Tribunal Regional do Trabalho (TRT). 


Segundo informações da polícia, o suspeito identificado até o momento como “Caio”, confessou o crime a polícia. Ele seria usuário de entorpecentes.


Ainda não há informações se houve a participação de outras pessoas no assassinato da servidora federal.



Entenda o caso


A servidora do Tribunal Regional do Trabalho do Estado do Amazonas (TRT-AM), Silvanilde Ferreira Veiga, de 58 anos, foi vítima de facadas dentro do próprio apartamento em um condomínio residencial de luxo, localizado na rua Raimundo Nonato de Castro, bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus.


A perícia criminal constatou que Silvanilde foi agredida fisicamente no rosto e na cabeça, o que resultou em marcas e vários traumas no crânio, além de edemas.


Em seguida, Silvanilde levou várias facadas, a maioria na área do pescoço. Foram esses os ferimentos que teriam lhe causado a morte. Uma das facadas, aplicada de forma transversal, cortou a traqueia e fez com que ela parasse de respirar.


O condomínio onde morava Silvanilde e sua filha possui um rígido esquema de segurança. Só há duas formas de visitantes entrarem ao local: acompanhado do morador ou por meio de um acesso via QR Code.


A segunda forma consiste no morador enviar um código QR Code para o visitante apresentar na portaria do condomínio. Neste código, há informações do visitante e do morador que liberou sua entrada, bem como é registrado o horário de entrada e saída do condomínio.


Outra forma de entrar no local, seria como entregador de delivery, que tem acesso no mesmo padrão de outros residenciais.




Mais informações serão atualizadas conforme  apuração 

Nenhum comentário