Últimas

Grávida diz que apanhou por causa de ‘ciúme bobo’


Manaus (AM) – Grávida – A mulher identificada apenas como Ariane, de 26 anos disse que as agressões que sofreu foram motivadas por ciúmes. Grávida de três meses, Ariane foi espancada violentamente na manhã desta sexta-feira (13) no meio da rua, no bairro Mauazinho, Zona Sul de Manaus.

Com poucas lembranças do que aconteceu, a mulher disse que estava com o grupo quando a confusão começou. “Só sei que essse rapaz de ca misa rosa me bateu demais. Não posso nem abrir a boca direito porque ele me espancou demais”, disse a vítima, que apresenta hematomas nos olhos, boca, abdômem e pernas. O bebê não apresentou nenhum problema aparente após as agressões.

Além dos dois homens, havia duas mulheres que também agrediram a grávida. Em certo ponto das agressões, uma delas foi segurada por um terceiro homem. Uma delas é casada com um dos agressores. “Eu tenho para mim que foi por ciúme. Ciúme bobo”, disse.

Até o momento da entrevista, a vítima não tinha feito boletim de ocorrência, mas disse que iria a uma delegacia. Ariane disse que chegou a ir, mas foi informada que deveria ir em outra. Ela disse, ainda, que ao chegar na delegacia ouviu zombarias e rizadas dos atendentes.

Em vídeos compartilhados nas redes sociais é possível ver a grávida sendo agredida por um grupo de pessoas. Várias pessoas presenciam a cena, no entanto ninguém intervém. Nas imagens ainda é possível observar que um homem de camisa rosa aparece com uma faca na mão e desfere socos e tapas na vítima.

Tribunal do crime

Após o vídeo das agressões viralizar, o tribunal do crime entrou em ação e ‘puniu’ os dois homens que agrediram covardemente a grávida. Os dois levam uma surra de palmatória de membros de uma facção atuante no bairro.

Nas imagens é possível observar que cada um dos sujeitos levam 6 palmadas e chegam a gritar devido as dores das agressões. O ‘juri’ citou a motivação da disciplina e falou que a dupla será cobrada por arrastar a bater na grávida. 

Veja:



Fonte: Portal Tucumã


Nenhum comentário